quarta-feira, 25 de abril de 2012

"Amigos de verdade "

É com a mais pura verdade
Que esta que aqui vos escreve
Tem a maior felicidade
Em ter sua amizade.

Somos amigos de verdade
Podendo contar sempre
Seja  na virtualidade
Ou na realidade.

Confesso que tenho saudade
De estar aqui mais presente
Vou procurar daqui para frente
Dedicar mais tempo a Mamyrene.



Esta é minha participação para o quarto encontro do Idéias Compartilhadas



quarta-feira, 18 de abril de 2012

4º BOOK CROSSING BLOGUEIRO


Aqui estou mais uma vez participando no BookCrossing Blogueiro e fico feliz de poder estar libertando um livro neste 4º BookCrossin Blogueiro e contribuindo para incentivar a leitura abrindo caminhos para novos conhecimentos e engrandecimento da nossa cultura.



Consegui finalmente decidir  por um livro de fácil leitura apesar do grande apego que tinha ao pequenino. Libertei  ! A Guerra das Formigas " de José Maviael Monteiro, Um livro da Editora  Melhoramentos - Um livro de muitas recordações. Quantas vezes li sua história para meu filho.  
Deixei ele na Casa de Cultura e Centro Educacional em Jacarepaguá no Rio de Janeiro que pertence ao MAP - Movimento de Amor ao Próximo. 
Eles fazem um trabalho de ajuda aos excepcionais já em fase adulta procurando apoar  no que for preciso para dar a esses jovens mais alegria, participação em grupo e todo tipo de ensinamento .


Junto com o livro foi esse marcador que ganhei na Bienal do ano passado e os dizeres me cativaram "UM RIO DE LIVROS UM MAR DE LEITURAS" e no verso eu escrevi manualmente "Libertando este livro! Quem o achar que faça uma boa leitura e depois repasse para um amigo. Incentive a Leitura!" 




E você tome uma atitude
Liberte um livro
Fazendo alguém contente
Vendo na leitura
Uma fonte de cultura
Abrindo novo horizonte.

Irene Moreira


Esta foi minha participação no 4º BookCrossing Blogueiro e também no terceiro encontro do idéias Compartilhadas com o tema Horizonte 



Beijos

domingo, 15 de abril de 2012

BLOGAGEM COLETIVA AMOR AOS PEDAÇOS - 2ª FASE DESENCANTO



Esta é minha participação na Blogagem Coletiva Amor em Pedaços  promovida pelos blogs: LuzdeLuma - ROSA ,Espiritual-idade - ROSÉLIA ,  PublicarParaPartilhar -    RUTE e  NacoZinha - REGINA




 A 2ª Fase é sobre o tema  DESENCANTO . A vida  nos leva por caminhos que vão nos ensinando, amadurecendo e preparando para entendermos nosso significado aqui na terra. E haveria muito que colocar  como um desencanto em minha vida. Os problemas que meu pai enfrentou profissionalmente fazendo com que a vida de todos da família mudasse. Com o tempo agradecemos por termos enfrentados essas dificuldades, pois elas nos ajudam a  crescermos como seres humanos, a nos preparar e termos um futuro melhor. 

E não pára por aí porque depois passamos a sentir a dor da perda dos nossos entes queridos. Perdas que machucam, provocam uma dor incontrolável, feridas que nos fazem chorar sem parar, mas que o tempo se encarrega de cicatrizá-las, mas jamais apagar a sua presença dentro de nossos corações.



É um engano pensar que nas partidas da vida o amor segue junto e que tudo termina. Para ele não há despedidas apesar do choro triste e da dor sentida. Na suave melodia fica o sonho vivo de voltar a sorrir, de renascer em outros braços a felicidade. ( Irene Moreira) 


"O desencanto da morte é às vezes o encanto da vida."
(Ieda Graci)

Cartas que escrevi dedicada a algumas pessoas queridas que partiram, mas que estão vivas dentro do meu coração.

Querido irmão,

Tantos anos já se passaram e não teve um ano que não me lembrasse de você. Como gostaria de estar ao seu lado e poder acalmar esta dor que arde dentro de mim.

Como esquecer cada pedacinho que compartilhamos juntos, nossa infância e os cuidados que tivemos com sua adolescência para que conseguisse superar os obstáculos que uma pequena arritmia o acometera.

Como um milagre lá estava você a todo vapor curtindo a vida, seus amigos, e como adorava uma festa. Como gostava de paquerar  as garotas; Nos bailes dançava como ninguém e sabia de cor  todas  as músicas.

Era o Gênio da turma e na hora de montar o som para a festa lá estava você sempre bem disposto. E, foi num desses dias, que o som não funcionou...

Porque tinha que partir tão cedo e de forma tão dolorosa que a todos nós abalou?

Saudades de sua voz, de seu sorriso, de seu encanto, de nossas brigas...

Saudades de suas histórias, de sua arte que em uma tela inacabada ficou a marca da sua sombra.

Saudades que percorre a minha alma e acompanha a minha vida.

Fecho os olhos e começo a sonhar - quantas recordações de alegrias e tristezas transbordam em meu pensamento, meu coração se enche de amor e parece que nada aconteceu e que você está aqui ao meu lado.

Doce ilusão que mais do que depressa me traz de volta a realidade, como num sopro, num vento que refresca meu rosto vejo que é tudo um simples sonho e que o nosso amor  é como o vento não posso ver, mas posso sentir.


Meu saudoso irmão serás para sempre a lembrança eterna de vida que me ilumina e me acalma. 

Deixo aqui estas palavras que guardarão para sempre o eterno amor desta sua irmã.



Meu amado Pai


Escrevo estas poucas linhas para contar tudo o que eu nunca lhe disse enquanto você esteve presente do meu lado.

Como você foi tão importante na minha vida, meu amigo e companheiro de todas as horas, meu protetor e defensor de tantos medos e inseguranças que passei, meu exemplo de ser humano digno e trabalhador, meu herói.

Pai você foi tudo isso e muito mais e nunca parei para te dizer “eu te amo”.

Quanta saudade sinto dos tempos em que podia abraçá-lo, beijá-lo, brincar de cavalinho sentada em seu colo, cair na gargalhada ouvindo as suas piadas, ficar na porta esperando chegar do trabalho para logo ir procurando nos seus bolsos as balas que estavam lá para mim e meus irmãos..

Pai que saudades  que sinto de não ter estado aqui comigo para ter me visto crescer, me formar, me casar. Como gostaria que tivesse conhecido o seu neto que tem tanta coisa que me faz lembrar você. Seu jeito de andar, seu sorriso, seu olhar ... Oh meu pai como foi  tão bom para mim, uma bondade que sinto tanta falta neste mundo que hoje é tão escasso destes sentimentos.

Meu pai hoje acordei pensando em você e com meu coração apertadinho sentindo a sua falta, lembrando dos momentos que marcaram nossas vidas.

Saiba que, mesmo estando ausente, nunca o vou esquecer  e tenha a certeza que continuarás  sendo uma pessoa especial que vive dentro de mim.

Com todo amor de sua filha






Desejo que você
Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
Os frágeis usam a força; os fortes, a inteligência.
Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina,
Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.
Seja um debatedor de idéias. Lute pelo que você ama.

*Augusto Cury*








Transforme um desencanto em um encanto participando do 4º BookCrossing Blogueiro. Liberte um livro! Clique na imagem para saber mais e participar.








Beijos

sábado, 14 de abril de 2012

" NA ESQUINA DO TEMPO Nº 50 " DA ESCRITORA GLÓRIA LEÃO

Glorinha partiu tão cedo deixando para nós uma história única de amor e de uma vida cheia de cores. Agradeço ter feito um pouquinho parte desses momentos.  Acompanhei parte de sua trajetória até o nascimento do seu primeiro livro "Na Esquina do Tempo nº 50" e confesso que até hoje não o li. Ficou todo o tempo aqui na aba lateral da Mamyrene para me lembrar. Li várias resenhas, vídeos e sei que é uma obra de sucesso. Vou ler sim e sei que a cada página sentirei a presença viva de sua autora. 



"Este livro é um pequeno relato de todas as mulheres que cabem em mim, em todas nós.

Todas elas sempre conviveram dentro de nosso corpo e de nossa alma, mas só agora, na maturidade, deixamos que aflorem, cada uma com sua força, seus defeitos, seus ensinamentos, suas chatices. Somos todas, partes da mesma natureza feminina, um mundo de hormônios a fervilhar a vida toda, que de repente, param e nos deixam sós conosco mesmas. Mas a ausência deles não nos esvazia, pelo contrário, nos faz enxergar, ou pelo menos deveríamos, como somos belas, plenas e elaboradas.

Nenhuma mulher passa incólume por esse limiar: cabe a cada uma tirar o melhor de si mesma, aprendendo os modos de (se) usar a menopausa e a maturidade."




Escritora Glória Leão
1957 - 2012

Conheci a Glorinha por pouco tempo e fui levada através de um  Arco Iris de cores que se atravessava esta Blogosfera. Ficava impossível não olhar e admirar tamanha beleza.




Para alegrar a todos  a Glorinha e tendo só amor naquele coração, resolveu unir todos os seus amigos para falar de sentimentos.  Começou então uma interação de sentimentos onde, como espectadora, presenciei em cada cantinho um turbilhar de  emoções que mesmo falando de sentimentos bons e ruins todos acabavam num aprendizado, numa lição de vida que terminava no sublime de todos o amor.

E dentre minhas participações nessas Blogagens Coletivas promovidas por  Gloria Leão através do seu blog Café com Bolo escolhi para homenageá-la a  que se refere a cor BRANCA. 


A cor branca, ou simplesmente o branco, é a junção de todas as cores do espectro de cores. É definida como "a cor da luz", em cores-luz, ou como "a ausência de cor", em cores-pigmento. É a cor que reflete todos os raios luminosos, não absorvendo nenhum e por isso aparecendo como clareza máxima.


Todas essas definições mostram a cor branca em todo o nosso  universo - na natureza soma as suas  nuances a beleza , a perfeição , ao encanto.


Por ser a cor da luz e da bondade é o símbolo da pureza , da PAZ
Em seu último post no Café com Bolo tem um trecho que ela nos diz: " Vem da humildade em aceitar que somos pequenos diante da fragilidade de nossos corpos e que só através da dor, do contorno dos obstáculos, das pedras pelo caminho, crescemos e nos tornamos mais fortes, prontos para aceitarmos nossos destinos, sejam eles pequenos riachos calmos ou turbulentas quedas d'água capazes de criar luz."  Glorinha seguiu o caminho da Luz. 



"O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..."



(Destaquei algumas partes podendo ser vista completa clicando aqui). 


BC - Um dia para Gloria: carinho e saudades

promovida pela Angela do  Ora,pitangas!!!

fonte da foto: http://cafecomglorinha.blogspot.com.br/2011/07/chuva-de-libelulas.html

quarta-feira, 11 de abril de 2012

" A decisão "




Querida amiga Dilma


Espero que esta carta chegue antes da tua partida para a Austrália.

Sei que foi difícil tomares esta decisão depois da morte trágica do Tércio, meses após a tua separação. O que me tranqüiliza é saber que te libertastes dessa culpa que te consumia.


Não podemos nos responsabilizar pelos atos dos outros e se ele quis dá um fim a vida com as próprias mãos é porque já não estava bem emocionalmente. Tanto não estava que fostes obrigada a pedir a separação de corpos pelas atitudes agressivas e depressivas que praticava. Atitudes que deixaram grandes marcas não só no teu corpo, mas também na tua alma. Atitudes que infelizmente não escaparam aos olhos inocentes do pequeno Ronaldo.


O que é mais importante agora é o Ronaldo, esse seu filho maravilhoso, que precisa de teu amor. Precisa estar cercado dos seus familiares para passar uma borracha em qualquer sombra que esteja em seus pensamentos. E tua família está lá em Sidney de braços abertos esperando que cheguem logo.


Ainda bem que conseguistes enxergar a ponta do Iceberg dando um novo rumo a tua vida. Uma decisão certa na hora certa porque mais tarde poderia já ser tarde demais.


Uma vida nova, em outro país com nova cultura e com tanta coisa bonita para conhecer que não vai sobrar tempo para pensar no que passou e sim só no presente e no futuro.


Seja feliz minha amiga e não deixe de me responder me passando seu novo endereço e contando tudo. Vou ser o seu diário daqui para frente e nas próximas férias já vou me preparar para ir te visitar.


Um grande beijo

Ivette



Minha participação no projeto Idéias Compartilhadas

Tema

Irene Moreira
ism_rs

sábado, 7 de abril de 2012

" FELIZ PÁSCOA "





É tempo de esperança.
É tempo de euforia.
É tempo de criança.
É tempo de fantasia
Esqueça as desavenças.
Esqueça as desilusões.
Esqueça as maledicências.
Esqueça as contradições.

É tempo de brincadeira.
É tempo de compreensão.
É tempo de sexta-feira.
É tempo de compaixão.

Perdoe os desentendidos.
Perdoe os degenerados.
Perdoe os descomedidos.
Perdoe os desajustados.

É tempo de  simpatia.
É tempo de união.
É tempo de alegria.
É tempo de ressurreição.


luiz angelo vilela tannus  

segunda-feira, 2 de abril de 2012

"Iniciando uma nova vida"



Janete acabara de mudar para um novo apartamento e tudo estava ainda muito confuso em sua cabeça. Tantas coisas haviam acontecido em tão pouco tempo desde a morte repentina de seu pai, deixando um vazio em sua vida. 

A família teve que reduzir as despesas, pois não tinha condições financeiras de manter o mesmo padrão em que viviam.

Assim ela teve que sair do bairro aonde nascera para outro onde tudo era muito diferente, desde as pessoas que transitavam pelas ruas até aos vários prédios que as cercavam com seus andares altos.

Apesar de tudo ser tão estranho nesse novo mundo, Janete tentou começar a arrumar as suas coisas. Olhava para as caixas a sua volta e sentia um desânimo, uma tristeza tão grande que não sabia por onde começar. Tudo que olhava ou tocava fazia lembrar-se de seu querido pai que agora não estava mais lá. Se ele estivesse ali olhando para ela desse jeito ia logo começar a fazer palhaçadas e pronto, ela se esbaldaria de rir até caírem no chão se abraçando. Então começavam juntos a fazer a arrumação que a mãe pedira.

Começou a observar o céu nublado mostrando o início do entardecer e seu rosto  esboçava um sorriso do que acabara de recordar ficando até um pouquinho mais animada para começar a arrumar  suas coisas. Sentia-se mais aliviada de toda essa tensão e sabia que tinha que se acomodar a nova situação.

Olhando para o chão viu um livro infantil do seu tempo de menina. Pegou e se lembrou de uma parte que contava sobre  o trabalho de um senhor bem velhinho que para  poder sobreviver recolhia pelas ruas da cidade caixas de papelão para vender a peso. Essas caixas ele as colocava num carrinho de mão que puxava bem devagar, passo a passo, seguindo a sua estrada não se importando quanto tempo levasse.

Isso fez ela ver quanta coragem e determinação esse velhinho tinha que não deixava se abalar seguindo o seu caminho no seu ritmo sem jamais desistir.

Parecia que tudo que ocorrera nos últimos dias era o fim do mundo, mas agora deslumbrava um novo horizonte, se enchia de força e energia para iniciar uma nova vida.

Observando isso tudo seus olhos começaram a brilhar novamente e seu coração a se encher de esperanças de um novo amanhã.

Irene Moreira



Minha participação para a o  Idéias Compartilhadas 

Tema: Renovação

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails