quinta-feira, 7 de maio de 2009

Nossos Filhos




Encontros de Natal são uma felicidade para mim , pois é onde se consegue reunir quase todos da família.


Estou tentando colocar no papel um pouquinho do que sinto e falar de cada um dos meus filhos.

É isso sim apesar de ter só um filho , o meu querido filhote , considero todos os meus sobrinhos como se fossem meus filhos. Uns conheço mais do que outros, mas como podemos saber ou conhecer , realmente o que vai no interior de cada um? É comum olharmos para nossos filhos e nos surpreendermos ao vê-los já crescidos. Passou tudo tão rápido.


Quero escrever aqui histórias variadas deste convívio, recordando momentos de alegria, momento de comemoração, momentos de tristeza, enfim mostrar como a cada dia que passou, e que estará por vir, aprenderei com esses mestres tão especiais que são os nossos filhos.



Meu filhote , grande homem, amigo, companheiro (até de mais), responsável, estudioso, enfim resumi , uma vez, num depoimento , que enviei pelo orkut, o que o meu coração sente, mas tristemente verifiquei que ele guardou para si, não quis mostrar para ninguém, o que sua mãe escreveu. Será que foi uma forma de não expor o meu amor para os outros porque sente vergonha disso? Ou será que não quer dividi-lo com mais ninguém? Ou será o quê? Como teria gostado dele livremente e de braços abertos ter ”bradado” ao mundo amor tão sublime como este, mas sei que isso não foi por mal. Esse lado jovem , esse lado imprevisível eu não conheço mais , pois apesar de já ter passado por essa fase há tantos anos, não tive esses depoimentos por parte dos meus pais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails