terça-feira, 22 de junho de 2010

"Blogagem Colectiva São Joao"


São João - Dia 24 de junho

Outro santo muito comemorado no mês de junho é São João. Esse santo é o responsável pelo título de "santo festeiro", por isso, no dia 24 de junho, dia do seu nascimento, as festas são recheadas de muita dança, em especial o forró.
No Nordeste do País, existem muitas festas em homenagem a São João, que também é conhecido como protetor dos casados e enfermos, principalmente no que se refere a dores de cabeça e de garganta.
Alguns símbolos são conhecidos por remeterem ao nascimento de São João, como a fogueira, o mastro, os fogos, a capelinha, a palha e o majericão.
Existe uma lenda que diz que os fogos de artifício soltados no dia 24 são "para acordar São João".
 As fogueiras dedicadas a esse santo têm forma de uma pirâmide com a base arrendondada.
O levantamento do mastro de São João se dá no anoitecer da véspera do dia 24. O mastro, composto por uma madeira resistente, roliça, uniforme e lisa, carrega uma bandeira que pode ter dois formatos, em triângulo com a imagem dos três santos, São João, Santo Antônio e São Pedro; ou em forma de caixa, com apenas a figura de São João do carneirinho. A bandeira é colocada no topo do mastro.
O responsável pelo mastro, que é chamado de "capitão" deve, juntamente com o "alferes da bandeira", responsável pela mesma, sair da véspera do dia em direção ao local onde será levantado o mastro. Contra a tradição que a bandeira deve ser colocada por uma criança que lembre as feições do santo.
O levantamento é acompanhado pelos devotos e por um padre que realiza as orações e benze o mastro. Uma outra tradição muito comum é a lavagem do santo, que é feita por seu padrinho, pessoa que está pagando por alguma graça alcançada.
A lavagem geralmente é feita à meia-noite da véspera do dia 24 em um rio, riacho, lagoa ou córrego. O padrinho recebe da madrinha a imagem do santo e lava-o com uma cuia, caneca ou concha. Depois da lavagem , o padrinho entrega a imagem à madrinha que a seca com uma toalha de linho.
Durante a lavagem é comum lavar os pés, rosto e mãos dos santos com o intuito de proteção, porém, diz a tradição que se alguma pessoa olhar a imagem de São João refletida na água iluminada pelas velas da procissão, não estará vivo para a procissão do ano seguinte.

Se Santo Antonio é considerado o "santo casamenteiro", São João é o "santo festeiro", porque hoje é o dia em que culminam os festejos aos santos mais populares do mês de junho.





"Olha pro céu meu amor
Veja como ele está lindo
Olha pra aquele Balão multicor
que lá no céu vai subindo.


Foi numa noite
Igual a esta
Que tu me deste teu coração
O céu estava assim em festa
Porque era noite de São João.


Havia balões no ar, xote, baião no salão
E o no terreiro do seu olhar
Que incendiou meu coração.
Olha pro céu, Luiz Gonzaga.



Salve São João! Feliz São João!




Algumas comidas Típicas servidas nas Festas de São João


Junho, tempo de arrasta-pé, fogueira, fogos, bandeirinhas coloridas, requer mesa farta e comida típica. As festas juninas têm peculiaridades regionais,embora em todo o Brasil o clima caipira, seja nas cidades ou no interior, a todos contagia. De origem européia, nos nossos ´arraiás´ a comida é bem brasileira. O São João foi trazido pelos colonizadores portugueses e ganhou roupagem tropical.

Nas festanças de São João, seja na ´capitá´ ou no sertão, a fogueira e os fogos iluminam a noite. No ´terreiro´, sanfoneiros puxam com euforia o fole das sanfonas e as quadrilhas levantam a poeira na maior animação. Enquanto o forró esquenta a festança, as barracas decoradas com bandeirolas multicoloridas, também conhecidas como quermesse, aguçam o paladar pela fartura de iguarias doces e salgadas, típicas deste período.


O milho é o principal ingrediente da culinária junina. Canjica, pamonha, munguzá, bolo de carimã, pé-de-moleque e cuscuz, além das espigas de milho assadas ou cozidas, não podem faltar em todo ´arrasta-pé´ que se preze.

Como nada se perde, tudo se transforma, a pamonha é cozida e servida na própria palha do milho. Além de original, a embalagem chama a atenção pela beleza. Acredita-se que a origem da canjica (que no sul do País chama-se curau ) também tenha vindo com os escravos africanos assim como o cuscuz e outros pratos onde leva milho, o ingrediente principal. Tal como o milho, diversos quitutes servidos nas noites juninas, geralmente, só aparecem nessa época do ano. É o caso do pé-de-moleque, bolo de mandioca, arroz doce, canjica, bolo de fubá, grude, dentre outras delícias que marcam as noites mágicas de junho.

Hoje, apesar do milho ser disponível o ano todo, a vontade maior de degustar a culinária caipira reacende ao som do forró, no embalo das quadrilhas. Se antes a produção era quase exclusivamente caseira, hoje, buffets, padarias e confeitarias dominam o setor. É possível preparar banquetes inteiros apenas com um telefonema e encontrar uma enorme variedade de pratos prontos a qualquer hora do dia, nas barracas montadas dentro das próprias lojas e até em supermercados.

Arraiá verde e amarelo acompanhando o ritmo da Copa 

Depois de degustar tanta comida saborosa, o jeito é queimar as calorias no passo ritmado das quadrilhas ou no ´mexe-mexe´ apressadinho do forró. De origem francesa, a quadrilha é outro atrativo dos festejos juninos. Também conhecida como arraiá, incorporou-se às tradições do Nordeste. Em todos recantos da região, grupos exibem-se em festivais com motivos matutos




Esta foi a minha participação na Blogagem Colectiva dos Santos Populares promovida pela Graça do blog Zambeziana para o dia 24 de junho em homenagem a São João.


Beijos
Fontes:
Google / You Tube

17 comentários:

  1. Na ilha da eternidade sobrevivi aos naufrágios,
    sem perder o amor ao mar ....Saudades!!

    M@ria

    ResponderExcluir
  2. Querida Irene, amiga!

    A tua festa está linda demais!
    Com diferentes nuances das celebrações da de Portugal, por isso tão interessante registá-las.

    Adorei! Estou gozondo o São João à moda do Porto, mimha terra nativa e amando ver como se faz na tua.

    Minha amorosa e fiel amiga, porque o és mesmo e eu adore-te por isso, atribui-te o prémio Lovely and Loyal Friend Award.
    Esya na mimha Galeria do Rau http://naquintadorau2.blogspot.com/ à tua espera.

    Beijos com sabor e saudade...

    Na casa do Rau

    ResponderExcluir
  3. Ficou linda tua participaçaõ! É uma época linda essa.Aqui no Sul ,não tem mais graça, só se vê festas nos colégios, pelo menos em P.Alegre!pena!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Mamyrene, minha querida
    Que são João te proteja
    Agora e por toda a vida
    e sempre assim seja!

    "Lindo Post" disse o Santo
    Com todo o seu carinho
    Apagaste o meu pranto
    e mostraste-me o caminho!

    Santo António, São João
    Vem por último São Pedro
    Que nos guardem o coração
    e nos livrem de todo o medo!

    A Blogagem colectiva
    Foi pouco concorrida
    Mas foi muito selectiva
    na QUALIDADE exibida!

    ZAMBEZIANA agradece
    de todo o coração,
    Aos céus ergue uma prece
    aos pés de São João!!


    Minha querida, lindissimo o teu POST e elucidativo...Aprendi tanto sobre as Festas Populares no BRASIL com esta BLOGAGEM COLECTIVA!
    Tudo vale a pena...quando a ALMA NÃO É PEQUENA!!
    Beijo muito carinhoso
    Graça

    ResponderExcluir
  5. Olá Irene,
    Que bonita ficou sua postagem! Essa nossa cultura popular é uma riqueza!
    Aproveito pra te convidar a visitar São João no meu blog "Guardados e Achados", também da Blogagem Coletiva.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Que festa encontrei por aqui hoje, linda como sempre as suas participações nas coletivas.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  7. Tem selinho aqui prá todos os meus amigos.
    Venha buscar os seus.....Carinho meus! M@ria

    ResponderExcluir
  8. bom dia,
    linda sua participação!!
    bjos..

    ResponderExcluir
  9. Sábias e belas palavras,M@Irene, e imagens maravilhosas.
    É sempre bom vir aqui.
    Grande abraço,boas energias,
    Mari

    ResponderExcluir
  10. JÁ ESTOU LÁ COM SÃO JOÃO.
    UM GRANDE ABRAÇO. MUITA COMIDA TIPICA TEM POR AQUI. GOSTEI MUITO DE VIR.
    VIVA SÃO JOÃO.
    DANCEI MUITAS QUADRILHAS. AQUI EM JARAGUA NÃO SE COMEMORA.
    INFELIZMENTE.

    UM GRANDE ABRAÇO,
    SANDRA

    ResponderExcluir
  11. Viva São João!!!
    Essas festas são tudo de bom!

    Querida eu indiquei um selo a vc, está lá no meu blog, esteja a vontade para pega-lo ok?
    Beijos, ótimo final de semana a vc!

    ResponderExcluir
  12. Oie, Depois de muito tempo estou de volta...devagar e sempre ne...ehehehe...hoje Vim especialmente para te convidar a participar do Contador de Historias que vai acontecer la no kriativa do mes de Junho o tema e "Amor" se quiser passa la se inscrever. Bjks e Otimo Fim de.

    http://kriativa.zip.net

    ResponderExcluir
  13. Viva São João!!!!! eu tenho dois motivos para comemorar neh??? hehehehe...

    Bjosss amiga!!!!!!

    Vivian

    www.vieouviporai.blogspot.com
    www.criatividadeenostalgia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente

    Clarice Lispector

    Bom Domingo...Saudações poéticas! M@ria

    ResponderExcluir
  15. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através Zambeziana. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


    Abraços

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Mas bah, guria.
    A Chica tem razão, aqui no sul, as festas de junho perderam muito sua força, apenas os colégios ainda comemoram dignamente esta tradição que é tão bonita.
    Mas tem uma esplicação essa, aqui, é uma época de muito frio e chuva, neste dia 24 passei por uma linda fogueira montada, quando foi à noite, na hora da festa, chovia muito...
    Abração.

    ResponderExcluir
  17. oi irene querida,
    sempre muito bom receber sua visita. e voltar a sua pagina para ver a linda participção e desejar um lindo são joão.
    otima semana bjos.

    ResponderExcluir

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails