sábado, 21 de julho de 2012

BLOGAGEM COLETIVA " CORPO DE MULHER"

A Aleska Lemos do Diários de Bordo promoveu a Blogagem Coletiva com o tema "Corpo de Mulher". Foi  com base na história do livro " Garotas de Vidro" que veio a necessidade de debater esse tema  e ainda mais por estar completando dois anos de sua primeira coletiva sempre com temas dos mais variados. Parabéns a essa jovem que é o espelho a seguir para muitos  jovens que não conseguem enxergar a beleza que a vida pode proporcionar.




Falar sobre o corpo de mulher é um assunto amplo e não querendo ser cansativa fazendo um post que muitos talvez não lessem em sua plenitude resolvi  fazer a minha participação com um conto. Esse conto escrevi inspirada em várias reportagens sobre jovens aspirantes a modelo que destruíram suas vidas na esperança de realizarem o sonho de ser  Top Model. 





" A PASSARELA DA VIDA " 



Lembro como se fosse hoje, tinha 18 anos e sonhava em ser uma modelo. Vivia sempre achando que estava gorda e ficava praticamente sem comer, passava o dia com um suco pela manhã, umas bolachas no almoço e o resto do dia, quando dava fome bebia água. Com uma altura de 1,75 pesava 49 quilos e mesmo comendo pouco, fazendo exercícios, me olhava no espelho e me via com aquelas gorduras indesejáveis, com aquela barriguinha saliente apesar de ter perdido peso.

Sentia que não estava bem e precisava conversar com alguém, mas quem? Falar com minha mãe era quase impossível, pois trabalhava com eventos e viajava muito. Quando estava em casa nunca achava o momento certo para tocar no assunto e, algumas vezes, interrompia o que estava fazendo e dizia rapidamente:
- Filha você tem que parar com essa mania de fazer dieta, achar que está gorda, tem que se alimentar melhor, pois estou te achando abatida.

Poderia até aproveitar nessa hora para conversar, mas mal ela falava já mudava para outro assunto e lá ficava eu com os meus pensamentos e me sentindo um trapo.

Certo dia estava fazendo uma pesquisa na Internet para um trabalho de história onde achei um depoimento de uma jovem contando sobre a distorção da auto-imagem.

Ela explicava que via a sua imagem ao espelho, com barriga, gordura localizada e que não era exatamente a realidade. Ela não era gorda e nem tinha barriga, mas já havia perdido mais de 12 quilos – era uma tábua de magra, mas sempre se enxergava gorda. Dizia que essa distorção é o princípio de todo distúrbio alimentar onde aparecem problemas de bulimia e anorexia.

O assunto me chamou atenção e continuei lendo o relato. Tendo todo o acompanhamento médico para conseguir superar esses problemas, ainda assim, levou um tempo tendo o distúrbio da imagem, comprando roupas tamanho G, sendo manequim 40, porque achava que as menores não iriam servir. Depois tinha que apertar as roupas porque nem experimentava, quando comprava, por vergonha. O que muito me impressionou foi que ela disse ter ficado alguns anos com esses distúrbios e só havia superado através de tratamento com psicólogo.

Fiquei perplexa com tudo que acabara de ler e vi que eu estava precisando de ajuda. Parei na frente do espelho, olhei bem para os meus olhos e disse para mim mesmo:
- Garota não perca sua juventude e sua saúde, se continuar aqui parada sem fazer nada por você vai sofrer as conseqüências.

Como me sentia aliviada e agradecida a Deus, ao meu anjo da guarda, por estarem me mostrando o caminho. Essa minha mania de eu achar que estava gorda já era um bom sinal e agora eu tinha que procurar um médico, me alimentar melhor.

Consegui me conhecer melhor, me aceitar como sou, desenvolvi a auto-estima e melhorei a minha saúde. Claro que isso foi gradativamente e posso dizer que levei alguns anos para me sentir totalmente curada.

Aprendi que a beleza de uma mulher não está na sua imagem, na forma como usa os cabelos, no seu corpo ou nas roupas que usa. A sua beleza está dentro de você, dentro de sua alma e é estar bem consigo mesmo que faz você se sentir bonita e cheia de amor.

Aquele sonho de ser modelo acabou, mas gostava de saber sobre o mercado e foi assim que resolvi fazer a faculdade de moda. Queria entrar forte nesse mercado, sentir de perto esse mundo Fashion e poder ajudar a muitas jovens modelos a seguirem sua profissão preservando a saúde, tendo uma vida com qualidade e sucesso profissional.

Hoje, aos 23 anos, realizo o sonho de completar meus estudos em Paris. Passeio num lindo jardim transbordando de felicidade e dou inicio ao desfile pela passarela da vida deslumbrada com a beleza da natureza que brilha nos meus olhos.

Irene Moreira

"Uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas." (Sêneca)


ism_rs

14 comentários:

  1. Pratico e eficiente, a literatura tem mesmo magia é mais fácil você viajar com um conto do que com um post/aula!!! Acho que todas temos que encontrar um caminho como essa moça do conto achou e desfilar na vida que é a melhor passarela do mundo!!! Essa história eu vou guardar no meu coração!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Abordou de forma linda um problema que é cada dia mais comum (infelizmente) entre nossas jovens e ultimamente, tem sido também palco de alguns garotos que estão entrando por esse caminho perigoso. Posso falar com a autoridade de quem vivenciou de perto a derrocada de uma jovem que comprometeu toda sua vida e saúde devido a uma anorexia. É triste para elas e para a família. Assim como a droga, todos adoecem e precisam de tratamento psicológico. Amei ter conhecido esse espaço através da Luma. Parabéns! Um alerta feito numa forma linda que é a literatura! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Tem mulheres que passam a vida brigando com o espelho e com a balança.
    E perdem a verdadeira beleza.
    O belo, o lindo está em sentir-se bem consigo mesmo.
    Bjos Irene

    Sonia

    ResponderExcluir
  4. .



    TEMPESTADE DE AMOR é uma
    doce maneira de falar de sexo.
    No Bar do Escritor eu descrevo
    um tipo assediado por quem traz
    consigo a beleza e o poder da
    sedução.

    Conto com você na segunda-
    feira, 23,
    como em todos os 23
    de cada mês.

    Deixa lá um alô, um salve e se
    se não for pedir muito, deixe
    um abraço, quiçá um beijo.

    http://bardoescritor.blogspot.com

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela conquista do sonho!
    bj sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  6. Linda participação Irene! adorei o conto, e o final luxuosamente feliz (em Paris!)
    beijos e muito obrigada pelos elogios!

    ResponderExcluir
  7. Irene,um texto excelente num dificil assunto.Adorei sua participação!Hoje vc está no Recanto dos autores tb!bjs e minha amizade!

    ResponderExcluir
  8. Irene, de certa forma o meu post está atrelado ao seu, pois ambas falamos do corpo em si e o que as mulheres são cobradas para estarem belas. Fechou com chave de ouro citando o pensamento de Sêneca. Boa blogagem!! Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Querida Irene,
    estive ausente de casa usufruindo de mini-férias de 3 dias na praia. Daí não ter respondido ao seu carinhoso comentário, nem ter visitado as participações. Mas cá estou, não quero perder pitada da maravilhosa BC da Aleska. Amei o tema desde o 1ºminuto.

    Seu conto está super representativo da adolescente deixando-se formatar pela imposição social. Em especial nessa fase, mas não só, os adolescentes têm necessidade de se sentirem aceites no padrão comum. Quem não passou por isso? Mas felizmente, na minha época ninguém deixava de comer para ficar gira. Dieta sim, malhação também, mas ainda era possivel encontrar roupas NORMAIS nas lojas.

    Muito bom trocar reflexões com você.
    Beijo além-mar.
    Rute

    ResponderExcluir
  10. Lindo conto!Os jovens veem gordura ainda não tem...não lembro desta preocupação na minha adolescência.Talvez era tão feliz com meus amigos, com minha vida que não tinha tempo de me preocupara com isso.Mas percebo que a mídia é um ponto negativo para esses adolescentes e até para as pessoas maduras.rsrsrs
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  11. Olá, querida Irene
    O corpo da mulher deve sempre surpreender:
    "Ser bonito por dentro e por fora"...
    Vc terminou o seu post como eu comecei o meu: o brilho do olhar não pode nos faltar... é limpeza d'alma nele refletida...
    Seja feliz e abençoada!!!
    Bjs de paz

    ResponderExcluir
  12. Olá, querida Irene
    Passo agora pra agradecer a sua participação na Série comemorativa no meu blog no dia de hoje...
    Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!!
    Bjs festivos de paz

    ResponderExcluir
  13. visite o blog:

    http://sucessoparaseublog.blogspot.com.br/

    tem sorteios e divulgação dos lançamentos de algumas editoras, resenhas, além de lindos detalhes que dão um up no seu blog! :D

    ResponderExcluir
  14. Irene
    Voce me fez lembrar da mamae. Ela sempre gostou de ver desfile de miss. Mas nunca foi uma miss. Mas pra nós eus filhos ela é a eterna miss dos nossos coraçoes!
    Parabens por estar em um lugar espetacular onde se conhece a moda e as pessoas! Desejo lhe tudo de bom!
    com amizade Monica

    ResponderExcluir

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails