sábado, 3 de agosto de 2013

Minha participação - Momentos de Inspiração - 4ª Edição



A Melodia do Amor

Entre a partitura e o seu coração criava a melodia nos acordes que o amor lhe desenhava. Sofia passou anos em um silêncio onde a música era a sua única companheira que conseguia alcançar a grandeza do sentimento que ainda se mantinha vivo em sua alma.

Foi na escola de música que aprendera os primeiros acordes ainda criança. O tempo foi passando até surgir à bela Sofia, vivendo os encantos de sua juventude e apaixonando-se pelo jovem professor de piano, Alfredo, que com suas mãos lhe ensinava a arte da música e do amor.

Viveu uma linda história ao som da melodia que indicava quais as notas que deveriam ser tocadas, a sua velocidade e a sua duração. Foram fazendo da música o seu pão de cada dia e buscando na profissão o reconhecimento que nem sempre é fácil alcançar.

O destino é traçado como numa partitura que exige muita dedicação e conhecimento apurado da música. Ela vai indicando a nota que deve ser tocada, mas não diz onde ela está no instrumento, seja em suas cordas ou em seu teclado. Em determinado instante o instrumento começa a falhar e por mais que procuremos concertar as suas cordas ou o seu teclado eles continuam defeituosos. É um defeito que vem de fábrica e não tem como recuperar.

Assim aconteceu com a vida de Alfredo que não conseguiu vencer um câncer, deixando em seu último sopro um acorde final ao som dos aplausos que ecoavam na platéia. Sofia vestiu o véu da tristeza e suas lágrimas, por um tempo, cobriram a pauta onde ainda sentia a presença do seu amor.

Agora começava a despertar para a realidade carregando consigo as partituras que continham as suas próprias músicas.

Viajou o mundo tocando em diversos palcos, fazendo sucesso e encantando os corações com as suas sublimes melodias de amor.

É um engano pensar que nas partidas da vida o amor segue junto e que tudo termina. Para ele não há despedidas apesar do choro triste e da dor sentida. Na suave melodia fica o sonho vivo de voltar a sorrir, de renascer em outros braços a felicidade.

Irene Moreira


Minha participação:

Momentos de Inspiração 4ª Edição


Este conto foi parte de minha participação em outro projeto.
Vejam aqui

7 comentários:

  1. Maravilhosa, ainda que triste, Irene. Lembrei de um caso parecido de um maestro que conhecemos na cidade do interior e a esposa ficou doente,
    A música os unia... beijos,lindo domingo! chica

    ResponderExcluir
  2. Linda e triste conto, mas com uma bela mensagem.
    Bom domingo.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Lindo conto, Irene, apesar da morte de Alfredo. O amor e a música me parecem estar sempre intimamente ligados. Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Hj não tem imagem? belo conto...

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Sublime lição, forte inspiração esta que ancora o amor em melodias vívidas de esperança e coragem para, se não vivê-lo, ao menos anunciá-lo.
    Bravíssimo \0/, Irene.
    Boa semana.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  6. Talentosa Irene, parabéns!
    Lindo...tocante...
    Beijinhos e uma linda semana.

    Flores e Luz.

    ResponderExcluir
  7. Olá,querida Irene
    Do Pantanal, te visito e venho apreciar a beleza do seu escrito tão envolvente sobre o ir e vir do amor... lindo!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails