terça-feira, 23 de agosto de 2011

" È PRECISO . . . "


Às vezes é preciso destravar as portas,
abrir todas as janelas, deixar o vento entrar,
destravar os cintos da insegurança e decolar...
para assistir a terra de luneta,
comer pipoca sentado na lua,
escorregar pelas pontas das estrelas,
dançar no ventre das nuvens,
sonhar em outros planetas...
e dar muitas risadas com os cometas...

Às vezes é preciso ficar só...
com um papel e uma caneta para colorir o coração...
e colocar mais alegria no viver...
e se encantar com a felicidade...
e não se esquecer dos sonhos!
 autor desconhecido

13 comentários:

  1. Amo sonhar! Faz parte das realizações... Amei a imagem! O poema idem...

    Um lindo dia p/ vc Irene!

    Beijoooooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Linda tua escolha,Irene!Um dia legal!beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Minha Querida
    Ao ler esta poesia muito devgar, pareceu-me ter nas mãos uma paleta cheia de cores e com pinceladas alegres, pintei o quadro mais bonito da minha vida...eu, que não sei pintar!!
    Mil beijos
    Graça

    ResponderExcluir
  4. Ai Irene,que poesia deliciosa de ler!Viajei com vc em cada palavra!Adorei!Bjs,

    ResponderExcluir
  5. Ai Irene,que poesia deliciosa de ler!Viajei com vc em cada palavra!Adorei!Bjs,

    ResponderExcluir
  6. PS....Obrigadão por postar meu livrinho por aqui!Bjs,

    ResponderExcluir
  7. Ah sim, Irene, desarmados é sempre melhor para se viver a leveza. Beijos!!

    ResponderExcluir
  8. Os sonhos alimentam a vida.

    Bela imagem amiga.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  9. Minha querida maninha Irene!

    Não é só preciso, é urgente!

    Deixemos que os olhos brilhem como estrelas, com a credibilidade e espanto das crianças, e vivamos os nossos sonhos mesmo que nos pareçam inacessíveis.

    Beijo enorme da tua amiga que te adora.

    ResponderExcluir
  10. Oie querida Irene! Menina que coisa mais linda... Adorei!
    Beijo, beijoooo
    She

    ResponderExcluir
  11. Ouça com o coração quando quase lhe parecer silêncio: é o meu amor falando baixinho só pra não acordar o seu medo de amar...

    Ana Jácomo

    Beojos poéticos....M@ria

    ResponderExcluir
  12. Ouça com o coração quando quase lhe parecer silêncio: é o meu amor falando baixinho só pra não acordar o seu medo de amar...

    Ana Jácomo

    Beojos poéticos....M@ria

    ResponderExcluir
  13. Não podemos caminhar por duas estradas ao mesmo tempo e sempre haverão escolhas. Dentre os caminhos, só podemos escolher entre sermos tristes ou sermos alegres. Quem procura ser feliz, se alimenta de pensamentos bons e nisso estão incluídos os sonhos. Quem não tem sonho, já morreu! Beijus,

    ResponderExcluir

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails