domingo, 1 de agosto de 2010

" AS CRIANÇAS DE HOJE VIVEM COMO CRIANÇAS?


O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) comemorou 20 anos no dia 13 de julho  e  o presidente Luiz Inácio Lula da Silva encaminhou ao Congresso nacional  um projeto de lei para proibir a prática de castigos físicos em crianças e adolescentes.
Existe uma preocupação com os direitos da criança e do adolescente e gostaria de abordar sobre a criança de hoje, como vive, como é educada.


Veja que  encontrei esta  postagem feita pela Vivian Pereira, colunista do blog Vi e Ouvi Por Ai,  sobre um assunto que acredito que uma grande maioria ainda não parou para observar. Claro que fui logo pedindo para postar para vocês e com a devida autorização aí está em todos os seus detalhes.


Já não fazem crianças como antigamente...



Se você nasceu nessa década, infelizmente nunca soube o que é ter infância. Parece exagero da minha parte, mas não é. Me deparei pensando nisso na semana passada vendo no you tube um vídeo do Luciano Nassyn (ex-trem da alegria...você lembra?? ou já ouviu falar???) cantando músicas que fizeram parte da minha infância e que naquele momento me remeteu há um tempo que era muito bom ser criança e só querer saber de ir para a escola e brincar a tarde com os amigos. Saudosista?? Sim, eu sou e com muito orgulho, pois pelo menos eu curtir a melhor fase da vida sem querer ser adulto antes do tempo, a não ser de brincadeira.

 
Atualmente as crianças já nascem plugadas em um computador e sinônimo de diversão são os jogos virtuais. Crianças que não são mais inteligentes que as de antigamente, mas são sim, expostas a todo tipo de informação precocemente. Crianças que assistem desenhos animados com forte teor de violência. Crianças que ouvem e cantam músicas como Créu, Rebolation, entre outras, e que muitas vezes talvez nem entendam ao certo o seu significado, porém cá entre nós, não são músicas feitas para elas. Cadê os grupos infantis??? Famoso infantil em alta na mídia e que seja exemplo para as crianças??? Desenhos educativos??? Cadê a magia de fazer as crianças sonharem???





Todos nós temos que conhecer a realidade, porém para tudo tem seu devido tempo. Não podemos saber como ela é de fato enquanto somos pequeninos. Sonhar faz bem a vida e a alma. Um dia sim, vamos conhecer a realidade e nos decepcionar por a vida não ser bela como um conto de fadas, nem tão doce como um algodão-doce, muito menos colorida como um arco-íris, mas de uma coisa eu tenho certeza, vamos sobreviver!!!!! E o melhor é que não seremos adultos frustrados por não ter curtido a fase mais importante de qualquer ser humano, a infância.



Veja agora o vídeo que me fez voltar no tempo (O vídeo não está em ótima qualidade, mas vale muita a pena assistir. Observe a alegria e a energia do público que são todos adultos não frustrados hehehehe... e principalmente veja como o encanto da música infantil é importante quando somos crianças):

Mais um vídeo que mostra sobre as melhores lembranças da infância nos anos 80 e 90:


Agora façam uma visita no blog  que além  de verem esta postagem no seu original clicando AQUI também vão gostar muito das novidades que tem por lá inclusive umas promoções super diferentes.

A M@myrene agradece ao Vi e Ouvi Por Aí por ter permitido que pudesse apresentar esta matéria no meu espaço que tenho certeza será muito útil a todos que passarem por aqui.


   


Imagem google e recados.net
 

13 comentários:

  1. Olá meus amigos!
    Peço desculpas, pois tenho estado em falta nas minhas visitas aos seus cantinhos. Tenho visitado alguns blogs que estão participando dos projetos didáticos, mas àqueles que sempre estão presentes estarei deixando as respostas aqui no próprio blog. Tenho estado atarefada com um curso que estou participando onde o tempo ficou escasso. Prometo que depois voltarei a visitá-los.
    Beijos e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Há uma doce luz no silencio,e a dor é de origem divina.
    Permita que eu volte o meu rosto para um céu maior que este mundo,
    e aprenda a ser dócil no sonho como as estrelas no seu rumo.

    Cecilia Meireles

    Uma semana de paz e luz...Beijos na alma.....M@ria

    ResponderExcluir
  3. Adprrei mais esa postagem e me fez voltar o tempo...Lindo!beijos,linda semana,cca

    ResponderExcluir
  4. Irene querida, estou com saudades, mas não sinto que precise pedir desculpas. É uma querida, sempre!
    Adorei o texto. Vivi esta infância citada no texto. Eu gostaria que o Bê vivesse um momento mais leve, com menos exposição a certas coisas. Por mais que eu tente evitar, ele não mora numa bolha e hoje canta rebolation, vê desenhos que eu não gosto, e ele adora! Vê meu sobrinho jogar playstation e quer um também... Fazer o que? Tento acreditar que a educação, em casa, fará sua parte. Mas sei que seu mundo é bem diferente do meu.
    Vou visitar a Vivian em seu blog.
    Se estiver curiosa, fui EU que tentei te ligar na sexta, mas fiquei com vergonha de tentar mais tarde... hehhe
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Com toda certeza é a melhor fase. E precisa ser aproveitada com vontade.
    Excelente matéria!

    Obrigada pelos comentários.

    Beijos Irene!

    ResponderExcluir
  6. Mas bah, Irene.
    Na minha infância não tinha TV nem PC.
    Da TV abro mão, mas confesso tenho inveja as crianças de hoje, pelo menos por duas coisas; os computadores e as pranchas de windsurf. rs.
    Por outro lado entendo que nossas crianças são nossa responsabilidade, sempre tenho tempo para minha neta, brincamos muito.
    Abração.

    ResponderExcluir
  7. ah ah ah eu temia curtia essa turma do trem da alegria, balão magico Õhhhhh! mas ainda hoje tento dar a meus filhos algo que não seja só TVm video game e etc

    Belo post.

    Beijos

    Joana Campos

    ResponderExcluir
  8. Olá minha querida Irene!

    Estamos ambos em falta :)))))
    por razões diferentes. Desculpa a minha ausência!
    Estou só aproveitando o Verão o mais possível e armazenando toda a vitamina D qie posso!

    Sou do tempo que pagava bilhete para ir ver TV num salão como se fosse filme. Era uma festa!
    Agora tenho 4 em casa.
    Com o Pedro, foi totalmente diferente.
    Ele teve computador aos 7 anos de idade, TV no quarto, etc.
    Sempre estive por perto até nos jogos, alguns emprestados era irreais e violentíssimos. aí eu explicava-lhe que não era assim a vida. Que quem se mata morre mesmo!
    Rápido ele aprendeu que violência é um acto de cobardia e algo cruel.
    Virou craque em informática, aprendeu muito na Net, mas nada de mal... fez-se um homem de bem e u lindo ser.

    Foi muito bom recordar os tempos passados, dos quais guardo muitas saudades, mas também gosto do que disponho actualmente...muito!
    Sei ser selectiva. Esse é o princípio elementar.

    Beijos amiga.

    ResponderExcluir
  9. Volto aqui pra te agradecer o carinho!beijos,lindo dia,chica

    ResponderExcluir
  10. Olá Irene, um excelente texto para meditar! O problema é a falta de tempo dos pais, noutros tempos as mães a maioria ficava em casa e tomava conta dos filhos. Actualmente trabalhando marido e mulher, as crianças são entregues a amas ou infantários, e os pais quando chegam a casa exaustos deixam as crianças entretidas com plystation's e PC's. A infância passa assim ao lado das brincadeiras saudáveis!

    Tenha um bom dia amiga.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Minha Querida
    Sucesso para o teu curso... É tenho pena das crianças de agora... Já nascem com uma pasta debaixo do braço para irem para a Faculdade...
    Espero a tua visita.
    beijocas e bom fds
    Graça

    ResponderExcluir
  12. As crianças de hoje nasceram como todas as outras crianças, o que mudou foram os pais destas crianças. Eu lembro como a minha mãe evitava que "coisas" fossem exposta na presença das crianças. Existiam os assuntos de crianças e assuntos de adultos e, essa lei, está corretíssima, mas não é mérito do nosso presidente, ela a muito vem sento pleiteada sua análise pela ONG "Não bata, eduque" e serve não para punir mas guiar pais que não estejam preparados para exercer a função. Beijus,

    ResponderExcluir
  13. Um amigo é um outro eu. Sem amizade o homem não pode ser feliz.
    (Aristóteles)
    Feliz dia dos pais!Paz,saúde,sucesso a todos amigos blogueiros.O mesmo carinho as Pães(mães que corajosamente,assumiram esse papel)
    Boas energias,sempre!
    Mari

    ResponderExcluir

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails