sexta-feira, 3 de setembro de 2010

"EM BUSCA DA FELICIDADE"


Precisava muito descobrir aonde se encontrava a minha felicidade, já estava cansada de ficar girando em volta do mesmo lugar e continuar brincando de sonhar.

A vida é uma mistura de escolhas e precisamos correr em busca de oportunidades e não parar no tempo, deixando que amanhã esses sonhos fiquem marcados somente nas folhas do diário como um desabafo, um arrependimento de não ter, pelos menos, tentado fazer acontecer.

Apesar de todas as dificuldades que pudesse vir a encontrar, apesar da tristeza que deixaria no coração daqueles que me amavam, precisava partir em busca do meu espaço, daquilo que me realizava.


Para os meus pais o meu desejo de ser cantora não passava de uma fantasia de adolescente e sabia que a notícia de minha partida iria muito os abalar, mas já estava tudo certo, partiria amanhã assim que o dia amanhecesse. Aceitar que tudo era uma fantasia seria uma derrota para mim, seria não acreditar no que mais gostava de fazer, seria desistir de um dos meus maiores sonhos, da minha realização.

Estava de mochila pronta e claro que levaria o meu companheiro inseparável – o meu violão. Seguiria para o interior de Minas aonde me encontraria com os componentes de uma banda de forró que havia conhecido num show no Clube Pontal. Quando os conheci tive a oportunidade de cantar com eles de uma maneira muito natural, sem interesses, somente curtindo a música e nos divertindo. Foi tão bom e eles gostaram tanto que recebi um convite para ser crooner de sua banda. Pensei muito antes de aceitar porque vivia envolvida com receios, medos, preocupação em magoar, pensando em tudo menos em mim e foi quando dei um basta tomando a decisão de ir.
Caminho em direção a Rodoviária carregando  o meu violão nas mãos. Caminho com vontade levando o coração cheio de esperanças em busca da minha felicidade. Sei que na vida nada é fácil e que muito tenho a percorrer, mas o importante é não desistir e aceitar o que o destino tem a lhe oferecer.
Sigo em frente com minhas alegrias, espalhando o meu perfume na esperança de agradar a quem passar por perto. Sei que o amanhã se mostra incerto, mas aproveitarei cada dia do presente na certeza de ser feliz.

*Escrito por Irene Moreira*
Participação para 32a. Edição Visual



"Desistir dos sonhos é não acreditar no que deseja.
Assim, tudo o que acontecer na sua vida será contra sua vontade.”



  A M@myrene agradece o seu voto

Imagens google

4 comentários:

  1. A saída da casa dos pais é sempre complicado, com ou sem sonhos! Para eles, a felicidade é fazermos algo "normal", igual a todos! Parabéns pela coragem em conquistar sua felicidade!! Beijus,

    ResponderExcluir
  2. Se move, nos move e muda
    Em nosso intimo mais profundo;
    È cheia, como a paixão que nos deu
    Ora torna-se desnuda,
    Dando voltas pelo mundo,
    Aparecendo aqui e ali, a luz concedeu.
    .
    Betânia Uchôa


    Feliz Sábado e beijos meus!M@ria

    ResponderExcluir
  3. Essas escolhas são sempre difíceis.

    Seguir o caminho, com o parceiro violão, pela vida.

    Ficou lindo e bem inspirado!beijos,tudo de bom,boa sorte!chica

    ResponderExcluir
  4. Querida,
    Depois de ler seu texto, fiquei muito emocionada e confesso que ele muito me inspirou.
    Deus continue lhe abençoando e preservando seu talento!
    Bjs.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails